29.2.08

o começo da paisagem






Olá meus queridos, são tantas coisas pra falar...

Abre nesta sexta feira, dia 7 de março de 2008
minha exposição "O começo da paisagem" no James Bar. Estarei expondo 8 imagens emolduradas em formato "pôster".

Discotecando estará o duo Delta Cockers, que animará o segundo andar e (ouvi falar) farão algumas incursões live com aparelhos analógicos, parece interessante... lá em baixo na pista os senhores da sexta: Claudinha Bukowski e Alexandre.

Bem, agradecimentos:
Essa exposição não seria possível sem a inestimável produção da Karen Tortato e do apoio do James Bar. Além disso, o nome da exposição baseia-se numa música (de mesmo nome) do próprio Delta Cockers.

SERVIÇO:

"O começo da paisagem"
exposição de DW Ribatski


JAMES BAR - R Vicente Machado 894- Batel - Curitiba, PR

22h

entrada:
Até 00h:
mulheres: grátis
homens: R$5

depois da 00h:
mulheres: R$7
homens: R$10


:: Baby be mine (Michael Jackson)


Nenhum comentário:








OLÁ! Meu nome é DW RIBATSKI.

PARABÉNS SR. ARTISTA PROFISSIONAL!

Meu trabalho é um enfrentamento dos arquétipos que transcendem o limite da existência multisensorial como projeção do imaginário dentro da realidade espaço/temporal através da fragmentação do não-ser do não-lugar e do não-qualquercoisa que cria terminologias para que a essencialidade primitiva da metáfora alcance o objeto por interação seja ela manifestação sensória heterogêna ou rizomática. Para tanto a (re)criação do objeto como obsoleto supõe através da reflexão e possivel mediação processual a aproximação da produção de um conceito de trabalho que estimule de forma financeira a produção. Toda perfomance que contempla o horizonte objetivo do ser através de múltiplas poéticas randômicas de dicotomia é analisada pelo sensível êfemero que através do urbano contemporâneo sintetiza signos dentro do cotidiano das relações e analogia a paradigmas ainda que se sustente por princípios que sintetizam sua própria subjetividade inerente. Ao passo contempla-se relações cacofônicas de multisentidos em obstrução à algum tipo de ruído imersivo dentro da idéia de Chade Picaminha e Piazón Deboesta.


‎"(...) Eu só pensei que deveria estar fazendo música. Parecia pra mim que esse era o próximo passo depois da POP ART, entrar diretamente numa forma popular de cultura ao invés de comentá-la."
KIM GORDON